Adeus, ano velho

2014 foi um ano foda.

Em todos os sentidos que “foda” pode ter. Foi o ano vivido totalmente fora da minha zona de conforto, em maior ou menor intensidade.

Conheci lugares incríveis, comi e bebi do melhor que há, passei por uma separação, vivi muito longe da família e dos amigos, aprendi uma língua linda e nova, curti todos os jogos da Copa com tempo e bebida sobrando, me redescobri solteira, vim morar mais perto da minha sobrinha amada.

Altas emoções, de todos os tipos. Teve amor, apatia, medo, empolgação, coragem. Foi um ano exaustivo pra caralho.

Então, neste momento, não sinto rancor nem morro de amores por 2014. Não fico feliz que já se vai, nem vejo sentido em me apegar a ele.

O que eu sinto é que não tenho arrependimentos sobre este ano, e isso é dizer muito.

E, com aquela sensação de quem vai dormir já de madrugada, com olhos pesados, costas doídas e a sensação de dever cumprido, digo: adeus, 2014. Que venha um pouco de descanso.

3 thoughts on “Adeus, ano velho

  1. Cintia Costa,

    Tudo é um aprendizado nessa vida, e em 2014 vc experimentou vários sabores e soube digerir bem tudo. São Paulo, cidade que eu também amo, me acolheu e acolhe a todos que a querem bem,portanto, seja benvinda e conte com os seus amigos. Beijos

  2. Cintia,

    Leio suas postagens sempre que posso.
    Fiquei muito surpresa quando vc falou em separação, acompanho o Planejando meu casamento faz tempo… vi suas fotos de casamento, seus preparativos, li sobre suas viagens etc. como se fosse sua melhor amiga, Rsrs. Esse mundo virtual é engraçado, nem conhecemos a pessoa e sentimos como se fizesse parte da nossa vida.
    Fiquei triste de vdd pela sua separação, porque começei a sonhar com casamento assim que descobri seu site.
    Com certeza a vida te reserva coisas excelentes, vc é uma pessoa do bem e admiro seus textos porque eles são muito verdadeiros.

    Abs..

    Fer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top