Briga com vizinhos parte 4: a trégua

TréguaNosso desentendimento com a vizinha de baixo chegou num tal ponto de incômodo para as três partes (ela, nós e a administração do condomínio) que rolou uma reunião formal para resolver o problema.

Quem não conhece a história, está tudo aqui. Basicamente, a vizinha reclama de barulho em horas de total inatividade aqui em casa.

Pois certo dia o Cauê a chamou para conversar, na presença do síndico, mas ela não quis. Esses dias, parece que ela resolveu jogar a toalha e ligou marcando a reunião.

Eu não pude participar mas, pelo que o Cauê contou, foi muito produtiva. Ela explicou que tem dias que nem ela nem o filho conseguem dormir por conta do barulho vindo de cima; ele explicou que na maioria das vezes não somos nós fazendo barulho e que quando somos, paramos na hora em que ela pede.

Terminaram a conversa com um acordo civilizado. Quando dona chata se incomodar com algum barulho, vai nos ligar e descrever. Se formos nós, vamos descobrir o que a incomoda e evitar. Se não formos, ela terá que acreditar e nos deixar em paz.

Essa trégua já nos rendeu uma ligação às 7h da manhã no sábado de Carnaval, quando ela acordou com barulhos vindos do apartamento de cima do nosso (ou seja, dois andares acima dela!), mas tudo bem. Pelo menos, agora a relação parece amistosa.

Vamos ver no que vai dar. Será que até o Natal a gente faz amizade e em vez de nos evitarmos no elevador vamos trocar biscoitos? Torçamos.

9 thoughts on “Briga com vizinhos parte 4: a trégua

  1. Nossa, se é comigo a ligação as 7 horas eu brigo. Nesse horário eu ainda tou dormindo! Ainda bem q é bem isolado o meu apartamento. Só ouço o salto da minha visinha de cima…

    Na verdade, o q mais me incomoda é o cigarro do vizinho de cima, ele vem fumar justo na sacada onde dá p janela do meu quarto! Um dia olhei na minha cama e tinha bituca jogada nela e, quando eu olho, o cara com o cinzeiro na beirada, quase tive um pittty! Tenho alergia e fico atacada com o cheiro!!!

    Ainda bem q acho q ele andou parando de fumar, ou pelo menos diminuiu…

    Bjinhos

  2. “Dona Chata”?
    Qdo meus vizinhos fazem barulho fora de hora eu interfoneo para o apto deles e reclamo sim!Trabalho o dia td e não tenho obrigação de ouvir gemidos,cama balançando,cça gritando,móveis arrastados………quem não sabe viver em apto que se mude pra bem longe…………….E a pobre da mulher ainda é chamada de chata?Cumpram o regulamento de td condomío e nada acontece de ruim.

  3. Gente, que mulé mais chata. Um barulho ou outro pode incomodar, mas esse dona arruma barulho para incomodar toda hora! Quanta paciência de vocês, hein?! Beijocas e boa sorte!

  4. Bah…tenho o mesmo problema com um casal de idosos que mora embaixo do meu apto….graças a Deus vendi o apartamento e comprei outro maior por causa do meu filho mais novo que não tinha quarto!!! espero que no outro nao tenha a mesma incomodação!!

    1. Oi Wander. Espero mesmo que você não tenha mais esse problema..

      A gente tem que respeitar os vizinhos e tomar cuidado com o barulho, mas os vizinhos também têm que saber respeitar e entender que morar em comunidades como prédios e condomínios significa que silêncio absoluto é impossível.

  5. Olá, Cintia!
    Achei seu outro blog meio por acaso e acabei parando aqui. Mto legal os dois!!!

    Fale para seus vizinhos desagradáveis comprarem um protetor auricular, aqueles de espuma… funcionam que é uma beleza! (tenho o sono leve, e nos dias que sei q vai ser mais difícil dormir, já coloco!)
    Até pq viver em condomínio é isso! Lógico que temos que ter bom senso, mas quando as pessoas se incomodam com barulhos comuns… aí complica!

    bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top