Em briga de marido e mulher…

... ninguém mete a colher?
... ninguém mete a colher?

Muita gente fala que o primeiro ano de casados é o mais cheio de brigas. Isso porque cada um vem de uma família e tem hábitos diferentes.

Um gosta de dormir cedo, o outro, de assistir TV até tarde; um costuma jantar lanches, o outro quer arroz e feijão toda noite.

Acho que nenhum casal, por mais harmoniozo que seja, consegue escapar desses pequenos atritos no dia a dia. A intensidade e freqüência depende de outros fatores: se moravam com os pais ou sozinhos, se são mimados ou independentes, quanto tempo namoraram etc.

Agora, a gente tem que tomar cuidado para que essas mini brigas não virem uma guerra de marido e mulher. Gostei das dicas que li nesta matéria: não insulte, não grite, não fale mal da família ou dos amigos do cônjuge, evite fazer comparações com você mesmo e jamais, nunca, em hipótese alguma, fale “Eu te disse”.

São “detalhes” que fazem a diferença. Porque, quando a cabeça dos dois esfria, não ficam mágoas e a questão é resolvida.

Isso me lembrou muito o curso de noivos que a gente fez antes de casar em que falaram e repetiram que essa coisa de “eu sou assim”, “sempre fui nervoso” e “a culpa não é minha” não existe. Defeitos de caráter e temperamento ruim são coisas que, por mais arraigadas que sejam, podem e devem ser mudadas dentro do casamento. Se não, não há amor que resista.

Pra finalizar, um versículo bíblico de que gosto muito: Efésios 4:26 – “Não deixe o sol se por sobre a sua ira” (ou seja, resolva os perrengues no mesmo dia, para a raiva não criar raízes).

8 thoughts on “Em briga de marido e mulher…

  1. No cotidiano, acaba sendo difícil conviver sem brigas.
    Mas o bom humor, aliado ao respeito e amor fazem-nos tirar de letra isso.
    Por exemplo, meu noivorido no inicio, quando começamos a morar juntos era muito desorganizado e nunca ajudava, aí fizemos pequenos acordos, um cozinha o outro lava a louça e assim por diante.
    O bom de morar junto antes de casar, é que você casa sabendo os defeitinhos do futuro marido, afinal, todos somos seres humanos, passíveis de erros.
    Bjs querida!

  2. Tenho percebido bem isso q vc falou…vários pequenos atritos. Fora aqueles q vc tem q passar por cima, fingir q não viu, pq se não, a vida de casal vira briga generalizada. Entre acertos e erros o amor (carinho, cumplicidade, respeito e etc), o porque de se tornar um, prevalece sempre, graças a Deus!!! bjks e muuuuuita paciência pra nós!!! rsrsr

  3. Este final de semana fiz o curso de noivos, e realmente eles batem bem na tecla do “não coloque 3ºs no meio da briga de vocês!”, pois as vezes é bem mais facil dizer que “fulano” disse do que assumir que isto é algo em que você pensa !!! Acredito que em um casamento, assim como em tudo na vida, precisamos encontrar um equilibrio entre o ceder e o querer…. rs Bjks

  4. E isso é muito verdade. Não importa o quão harmonioso sempre foi o relacionamento, depois de casados, muitos ajustem devem ser feitos.

    Daí é só correr pro abraço, hehe!

    Bjos, querida!

  5. Estou passando por um, esse é meu segundo casamento e último, pois amo muito minha mulher, a diferença agora é que temos um filho e o que sentimos um pelo outro por mais que exista essas brigas, nos amamos muito, ela depois de tudo diz pra mim que tudo isso fala só da boca pra fora, + cas é difício, poxa estmaos no estabilizando aos pouquinhos já saímos da casa dos meus pais, agora é nós dois, e a família dela é que nos ajuda muito, e tudo isso é passa na minha cara e eu odeio isso porq tam´bem eu trabalho e outro eu não pedi pra ninguém dela me ajudar, e porque ela diz tudo isso pra mim, e fala com se estivesse arrependida de ter casado comigo, sendo que era tudo que a gente queria.

    1. Oi Elton, tudo bem?

      Realmente, é muito complicado quando ficamos na dependência de auxílio da família, né… As pessoas acham que estão na posição de dar pitaco na sua família (vc, sua esposa e seu filho), rolam brigas entre o casal… Acho que vocês devem correr atrás de acabar com essa necessidade, antes de mais nada, pra poderem ser independentes. Por outro lado, converse com sua mulher sobre essas brigas. Se vcs brigarem muito, mesmo que se amem, podem acabar numa situação tão ruim que achem melhor separar… Cuidem do carinho, da colaboração e do companheirismo.

      Beijos!

  6. Não é fácil conviver com uma pessoa difícil, sou casada a 12 anos tenho duas filhas…e de um tempo pra cá tá se tornando imposível a convivência, brigamos por tudo, não posso falar nada pra ele que já rola um clima, ele já se fecha se joga no sofá como um indigente, se ía sair não vai mais fica de bico sem falar comigo, ele me fala o que quer nas nossas brigas, mas se eu falar algo por mínimo q seja…ele já faz essa birra!!reclama de mim fala mal de todos da minha família, não sei mais como agradá-lo tudo ele reclama….O que faço como agir?? me ajudem por favor!!! não aguento mais brigar……

    1. Poxa, Ludmila, que situação difícil! Se aceita uma sugestão, meus pais freqüentam um grupo de apoio chamado Celebrando a Recuperação, em que homens e mulheres formam grupos separados e compartilham problemas parecidos com o seu e recebem conselhos e apoio. Foi muito bom pro casamento deles e acho que pode te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top